O que levar em consideração na hora de contratar um plano de saúde?

Diante das adversidades e inconstâncias da vida, ter um plano de saúde se tornou algo essencial para o ser humano. Muitas pessoas acabam se perdendo na hora de contratar um plano de saúde adequado para o seu estilo de vida e também que seja, financeiramente, acessível. Os diversos benefícios apresentados, nomenclaturas técnicas e contratos, muitas vezes, ilegíveis, levam o possível contratante a um mar de dúvidas, fazendo-o desistir ou até mesmo contratar um plano ou convênio inadequado para o seu padrão. Saiba de uma vez por todas quais são os principais pontos que todo cidadão que deseja manter os cuidados com a saúde, precisa saber.

 

Contratar um plano de saúde: pontos de atenção

A vasta diversidade do país faz com que diversos setores tenham algumas particularidades, não sendo diferente dentro dos planos e convênios médicos. Cabe a empresa corretora mapear, exibir e explicar todos os pontos existentes nos contratos, fazendo com que o contratante esteja ciente do que está adquirindo.

Devido à diversas questões, muitas informações importantes acabam passando despercebidas, podendo gerar muita dor de cabeça na hora da utilização dos serviços, conforme já apresentado.

Pensando nesse cenário, os tópicos que serão mostrados, servirão de base para amenizar os problemas que podem ocorrer no pós-contrato.

 

Entendendo o contrato

A primeira preocupação que você deve ter ao contratar um plano de saúde é identificar qual o melhor perfil de contrato que será adequado para o seu estilo de vida. As divisões e perfis costumam ser divididos em:

  • Coletivo ou empresarial: quando se trata de contratos em que as empresas fornecem os planos aos funcionários.

 

  • Individual ou familiar: quando o contratante deseja adquirir os serviços de saúde de forma particular e individual, incluindo ou não a família. Essa modalidade pode ser negociada diretamente com a operadora.

 

 

Por mais que os valores sejam um dos pontos mais visados na hora da contratação, fique atento se os benefícios estarão de acordo com o que deseja, pois os reajustes podem te surpreender.

 

Tipo de cobertura

A cobertura dependerá do tipo de plano contratado. A ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, fornece uma lista, chamada rol de procedimentos e eventos em saúde, onde é possível verificar quais são as obrigações dos planos em relação às consultas, exames e tratamentos.

Quanto mais você estiver disposto a pagar, maior será a sua cobertura, por isso é necessário verificar se os valores ofertados estão compatíveis com o que está sendo oferecido.

 

Locais de atendimento

Mais do que identificar e entender o tipo de cobertura, os locais de atendimento também deverão ser especificados, pois o contratante deve verificar se a região escolhida para os atendimentos, está de acordo com a sua rotina.

Os planos que fazem uma cobertura nacional podem ser úteis para pessoas que viajam bastante, seja por trabalho ou qualquer outro motivo.

Outro ponto a ser notado são as redes hospitalares credenciadas, pois assim você terá um direcionamento quando surgir alguma emergência.

 

Confira os reajustes

O primeiro reajuste segue de acordo com a ANS, onde os planos familiares e os individuais passam por um reajuste anual.

O segundo fica por conta da faixa etária, onde cada grupo de idade terá um valor específico. É importante verificar as divergências existentes dentro dos planos coletivos, pois os reajustes irão ocorrer de três maneiras: anualmente, por idade e sinistralidade.

Uma dica importante é a realização do exercício de avaliação dos índices anteriores, pois eles servirão de base para que você consiga ajustar seu orçamento dento da proposta escolhida.

 

Conferindo a carência do plano

Devido ao modo de ação através de urgência, muitos brasileiros acabam contratando planos de saúde somente quando algum problema de saúde acontece. O que poucos se atentam é que cada contrato pode apresentar um período de carência, que é o tempo necessário de espera até que os serviços prestados possam ser utilizados.

É importante ler todo o contrato para que nenhuma surpresa possa acontecer no momento em que um dos serviços forem solicitados.

 

Portabilidade de carência

A vida rotineira muda constantemente e alguns imprevistos podem acontecer, por isso a importância de usar o modo prevenção para agir nesses momentos. Pensando nessa questão, o segurado deve entender que algumas corretoras oferecem a portabilidade de carência, ou seja, você poderá trocar de plano sem ter a necessidade de encarar um novo período de espera até poder utilizar os serviços.

Vale lembrar que o tempo mínimo para que essa condição se estabeleça é de dois anos e se o consumidor já tiver realizado outra portabilidade anteriormente, o prazo aumenta para quatro anos.

 

Planos de saúde em Praia Grande

Agora você já tem a ciência da quantidade de informações que deverá ficar atento na hora da contratação. É importante salientar que a escolha da corretora é fundamental para que a qualidade dos serviços seja preservada.

A STS Corretora trabalha com os melhores planos de saúde em Praia Grande, Santos e todas as cidades do litoral sul de São Paulo.

 

Sobre Fabricio Dantas 25 Artigos
Autor do Artigo - Divorciado, 39 Anos Engenheiro Civil Redator Chefe do site Gazeta Notícias.